30 Comentários

Página 1 de 1
  1. mirinha mofati
    mirinha mofati 26 de julho de 2010 às 19:30 | | Responder

    Eu tb tinha este quadro quando era estudante,ficava no meu alojamento,e o meu tb sumiu não sei q fim levou e eu sempre me lembrava desta poesia,parece q vc esta repetindo o que acontecia comigo,que bom q encontrei a poesia novamente mas gostaria de ver o quadro.um abraço
    Mirinha

  2. maria rita da silva
    maria rita da silva 8 de março de 2011 às 0:04 | | Responder

    Há vinte e cinco atraz eu tentava engravidar.No consultorio do meu medico havia um quadro como o descrito pela Mirinha,foi uma gravidez muito complicada.Quando cheegava no consultorio e via aquele quadro mesmo sem entender toda totalidade da mensagem,eu sentia forças para contiunar, e graças a DEUS, deu tudo certo.Nunca consegui encontrar o quadro. Hoje sou mae de duas lindas moças,tenho um neto lindo e outro a caminho.sou muito feliz,gracas a net hoje sei a tradução.

  3. Camila
    Camila 23 de março de 2011 às 18:15 | | Responder

    Eu tenho este quadro no meu quarto há muitos anos, ganhei de minha vó… De repente resolvi pesquisar a respeito e agora sabendo que é de autor desconhecido percebi uma assinatura no pescoço do rosto da mulher como Nadja Beatriz e o resto não consigo decifrar… Mas parece que Nadja é a mulher desenhada no quadro… cabhmg@gmail.com

  4. Dominique Marcon
    Dominique Marcon 25 de março de 2012 às 21:38 | | Responder

    oie. Estavamos eu e minha mãe aqui hoje sentadas no sofá e ela falou “entra na internet e procura o poema do quadro” e eu o fiz, entrei e achei seu blog e quando comecei a ler me causou um arrepio, sensação de “dejavi”, minha história com o “quadro da moça bonita” é a msm, via a poesia e não entendia o que significava, porém, ela nunca saiu da minha cabeça, hj entendendo e vejo porque ela nunca saiu da minha cabeça, sou mulher, tenho muito orgulho e força, pois é isso que esta poesia é, forte. Bjos e obrigada por compartilhar.

  5. Saymon
    Saymon 4 de junho de 2012 às 17:14 | | Responder

    Estranho que havia este mesmo quadro em casa, e estava procurando este poema….

  6. Zé
    5 de julho de 2012 às 21:40 | | Responder

    minha história de vida acaba de ser relatada por vocês. cada palavra.
    minha mãe também tinha esse quadro, decorei de tanto ler o poema. até hoje, sei de cor.
    o quadro sumiu. nunca mais o vi. infelizmente.

    uma curiosidade: caso vocês ainda não tenham percebido, a parte escura do rosto da mulher, é a silhueta de um rosto masculino!

    um abraço!

  7. André Braz dos Santos
    André Braz dos Santos 5 de setembro de 2012 às 15:52 | | Responder

    Engraçado!!!

    Eu tb tenho uma estória bastante parecida com à de vcs. Foi em 2004 eu conheci uma pessoa ( que por acaso hoje encontra-se na Espanha) e fomos morar juntos, próximo de onde morávamos, havia um brechó e encontramos esse quadro lá, misteriosamente o quadro sumiu, nos separamos e esse final de semana, lembrei-me, principalmente do poema. Creio que pelo fato da mesma encontrar-se lá, por favor, enviem para o meu endereço, ficarei muito grato e farei uma bela surpresa para ela, que com certeza irá adorar…
    Despeço-me com um forte abraço e…

    Saudações Cidadãs.

    André.

  8. maria correa
    maria correa 21 de janeiro de 2013 às 9:20 | | Responder

    meu marido achou no lixo oquadro com esta mesma poesia, e me deu o quadro,
    eu pendurei no nosso quarto. eu já havia decorado a poesia eu gostava muito,
    meu marido naõ gostava do quadro. um dia a gente foi pintar o quarto e meu marido,
    quebrou o guadro e colocou no lixo. tentei recuperar mais naõ deu!

  9. marcella
    marcella 4 de março de 2013 às 23:14 | | Responder

    soy mujer… tem um momento na vida que nos damos conta disso… SIM!! é uma descoberta… não foi sempre assim… há um momento que “ser mulher” significa algo… antes dessa percepção, ser mulher não tinha muito sentido… hoje é forte! mas o seu significado em constante ressignificação… obrigada por lembrar e reavivar a memória esse poema… tbm nao sei o autor…

  10. Alexandre
    Alexandre 14 de agosto de 2013 às 16:24 | | Responder

    Bom dia a todos voces… tambem tenho uma história no minimo interessante sobre esse quadro.
    Um dia meu amigo disse que iria jogar fora uma tela enrolada… pedi para ver e encontrei essa beleza rara.
    Estava meio amassado mas mesmo assim peguei e mandei fazer uma moldura. Dei de presente pra minha namorada e se passou o tempo.
    Esses dias eu lembrei do quadro e me deu vontade de descobrir mais sobre ele.
    Digitei o inicio do poema e encontrei voces aqui. Fiz questao de tirar umas fotos e um video e mostrar pra voces.
    Vale a pena manter esse poema vivo pro resto de todas as vidas que um dia irão ler.
    Um grande abraço a todos.

    Aqui está o video; http://www.4shared.com/video/IsBBMKWq/DSCF4642.html

    Aqui estão as fotos;

    http://www.4shared.com/photo/UMKUzzLD/DSCF4616.html
    http://www.4shared.com/photo/SQUw5BVf/DSCF4617.html
    http://www.4shared.com/photo/vI0owD9C/DSCF4624.html
    http://www.4shared.com/photo/CmH7GOyp/DSCF4625.html
    http://www.4shared.com/photo/OpNM_zdN/DSCF4626.html
    http://www.4shared.com/photo/TFspXKTt/DSCF4627.html

  11. dorinha mourão
    dorinha mourão 29 de agosto de 2013 às 16:10 | | Responder

    Eu também tinha esse quadro – era um poster. Participava ativamente do movimento sindical nos anos 83,84,85…e fui certa vez a São Bernardo para um congresso de trabalhadores(as) e numa barraca daquelas onde vendiam camisetas, broches do Che, vi o poster com o poema Soy Mujer.Comprei e sempre ficou na minha sala de leitura. Há dois anos atrás me pediram para falar sobre sindicalismo e levei o quadro para simbolizar um período da minha vida. Deixei exposto e o quadro também “sumiu”.Fiquei desolada porque me trazia graaaanndes recordações queridas de pessoas maravilhosas que passaram pela minha vida afetiva, inclusive “um”, que dizia que achava intrigante o quadro e o poema…. Hoje me vi procurando o texto no google e encontrei.Fiquei arrepiada!Obrigada.Vou reproduzir e fazer o meu poster mesmo sem a imagem da moça misteriosa.Valeu. Saudações a todos e todas!!!!Estamos irmanados pelo mesmo motivo – o poema Soy Mujer. Gracias!!!!!

  12. Marcivone Arimateia
    Marcivone Arimateia 13 de fevereiro de 2014 às 15:45 | | Responder

    Na casa de minha tia tinha um quadro desse. Eu sentava no sofá e ficando tentando entender o que estava escrito. Durante muitos anos o quadro me chamava a atenção
    toda vez que eu entrava na sala. Isso mais ou menos em 82, 83 e 84. Hoje em dia não sei se existe este quadro lá porque minha tia faleceu em 2004 e minha prima passou a morar lá e mudou a decoração.

  13. Marilisa Fonseca de Lima Lange
    Marilisa Fonseca de Lima Lange 8 de março de 2014 às 0:48 | | Responder

    Eu comprei o pôster em preto e branco com este poema em espaços pra vendas na USP durante o VI Congresso de Pequenos animais, que ocorreu em São Paulo. Acho que foi em 1983. Emoldurei e ficou muitos anos pendurado. mas um dia olhei e o achei muito amarelado e acabei dando para alguma ajudante. Lindo poema. Alguém sabe a autoria correta.

  14. marta Vieira
    marta Vieira 23 de março de 2014 às 21:24 | | Responder

    Eu, ganhei este quadro há 31 anos atrás, foi o primeiro presente de meu ex-esposo, depois de nossa separação eu joguei no lixo.
    Porém nunca esqueci esse poema.
    E hoje posso passar para outra pessoa

  15. Rosimeire
    Rosimeire 14 de novembro de 2014 às 17:38 | | Responder

    Nossa, que coincidência incrível. Esse quadro esteve pendurado na parede do quarto de minhas irmãs mais velhas, e sempre fazia o mesmo. lie reli rete poema muitas vezes. O quadro não está mais conosco, mas era exatamente igual às imagens postadas. Adoro!!!

  16. Sidney Souza
    Sidney Souza 21 de janeiro de 2015 às 2:01 | | Responder

    Renata, eu também cresci lendo este poema. Minha mãe ganhou este quadro de um namorado quando ainda era solteira no inicio da deca de 80, após o casamento dela com meu pai em 1989
    minha mãe deixou o quadro na casa de minha avó que ficou guardado até o ano de 2010. Eu cresci lendo o poema e sempre achei lindo, hoje procurando loucamente por este poema na internet vim diretamente em seu site e li, fiquei muito feliz de encontrar o poema e logo após visitei outro site onde encontrei uma foto de um pedacinho do quadro.
    Se quiser a foto entre em contato.
    Um abraço,
    Sidney Souza

  17. Hylanna Ferreira
    Hylanna Ferreira 6 de maio de 2015 às 19:21 | | Responder

    Igual a você durante muitos anos convivi com esse quadro preto e branco que era da minha mãe, e agora me dei conta que o quadro sumiu! rsrs Realmente não me recordo que fim teve e que quando pequena queria muito saber o que significava. Hoje na aula de espanhol meu professor pediu que trouxesse algo em espanhol que gostassemos e lembrei…
    …como é bom lembrar!

    Obrigada!

  18. Tabajara Sales
    Tabajara Sales 7 de março de 2016 às 12:22 | | Responder

    Lembro-me deste poema…, do quadro até que não…. porém a assinatura do poema… se não me falha a memória é de Nadia Beatriz Soto.

  19. angela sciacca
    angela sciacca 10 de maio de 2016 às 14:05 | | Responder

    Comprei de um amigo um poster com esse poema em 1981 quando estava no ensino medio ,ele era do movimento estudantil e eu participava como representante de turma mandei emoldurar e botei na parede do meu quarto.Em 1983 engravidei sai de casa e fui morar sozinha levando todas as tralhas do meu quarto de solteira o quadro com a profundeza do poema me inspirou e me deu forças para continuar.Meu namorado foi morar comigo e costumávamos ficar olhando para o quadro na parede e eu lia como se fosse uma oraçao.Passaram-se os anos mudei muitas vezes de endereço fiz varias mudanças me separei e o quadro sempre comigo só nao ia mais para parede pois estava danificado amarelado e manchado ficava num canto qualquer, as vezes na garagem; escondido em alguma prateleira na horizontal ele nao poderia transmitir mais sua mensagem.passaram-se mais alguns anos fui morar em uma casa mista que tinha um anexo nos fundos uma peça só de alvenaria com uma porta pequena seria batizado de galpãozinho ali seria meu refugio para guardar coisas antigas e fazer o meu quarto retrô. 40 dias após a mudança uma tragedia aconteceu a minha casa pegou fogo eu perdi todos os bens materiais ficamos eu e meu filho de 10 anos só com a roupa do corpo mas restaram as coisas que estavam no quartinho e mais uma vez o quadro foi importante em minha vida e esta hoje na lavanderia da minha casa firme e forte no alto dos seus 35 anos de vida.

Deixe seu Comentário