[Filme] Your Name (Kimi no na wa)

Na família, quem gosta mais de animes e mangás é meu irmão. Foi ele que me apresentou aos filmes de Makoto Shinkai. O primeiro foi Cinco Centímetros por Segundo, que amei! História linda, emocionante, fora do convencional das animações ocidentais, imagens maravilhosas, cores incríveis! O ritmo é um pouco mais lento do que eu gostaria, mas compensou. Depois veio O Jardim das Palavras, que achei um pouco menos incrível, mas ainda assim lindo! O que são as imagens de fundo de cada cena? Muita lindeza num filme só! Novamente, achei lento, ainda um pouco mais arrastado do que o primeiro mas, novamente, ok. Só precisou de uma escolha cuidadosa de horário pra assistir pra que eu não dormisse sem querer – mesmo que estivesse gostando da história.

E então, veio o filme mais recente, Your Name – é difícil ver referências a ele sem o nome em inglês. Lindo, como sempre, história interessante, como os anteriores, mas não sei. Não me cativou tanto quanto os primeiros. Talvez seja falta de paciência com filmes “lentos”, talvez só tenha acabado o efeito da novidade do estilo de Makoto Shinkai. Eu poderia escolher reassistir Cinco Centímetros. Poderia assistir novamente O Jardim se mudasse de canal procurando algo e estivesse começando. Mas não acho que faria o mesmo com Your Name.

Adianta agora eu dizer que vale a pena vocês assistirem? Juro, vale! A história apresente Mitsuha e Taki, estudantes que moram em cidades diferentes do Japão e em alguns dias trocam de corpo sem saber como acontece – simplesmente um acorda no lugar do outro. Parece familiar? Sim, tem um pouco de Se eu fosse você, mas com adolescentes, em animação, no Japão e sem muita comédia.

Quer ver os outros filmes assistidos neste ano? Aqui estão!

Spoiler! Spoiler! Spoiler!

Melhor parte: As paisagens.

Pior parte: O ritmo, definitivamente.

O que foi mais engraçado: Umas risadinhas nas primeiras vezes em que eles precisaram lidar com estar no lugar do outro.

Quando não consegui não chorar: Em nenhum momento, ao contrário do Cinco Centímetros por Segundo.

Se gostei? Sim, foi ok.

Publicado por Renata Guedes Pinheiro

Blogueira irregular, aprendiz de TI, fisioterapeuta em esquecimento. Memória de Dory e coragem de Buzz Lightyear. Deixo músicas, livros e filmes falarem por mim (e animações, caso não tenham percebido).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *