14 Comentários

Página 1 de 1
  1. Silvano Vilela
    Silvano Vilela 29 de junho de 2008 às 3:43 | | Responder

    Tem toda razão Renata.
    Quando eu vi a reportagem, logo disse: Se for assim lá dentro do hospital, que já existem vários procedimentos para evitar infecção hospitalar, deveremos andar, ou rolar dentro de bolhas.

  2. kleber
    kleber 1 de setembro de 2009 às 11:29 | | Responder

    Assistir a uma reportagem do Fantástico sobre alergias, resumindo: no mundo atual com tantos produtos de higiene e limpeza, os nossos anticorpos não tem o que combater ou fazer e começam à atacar coisas que fazem bem para o nós, os alimentos. Acredito que a industria farmaceutica e (alguns) medicos não estão interressado em curar doenças com vacinas, pois é rentável que população fique doente. Hospitais cheios todos os dias, convênio, particular e SUS.

  3. carla araujo
    carla araujo 28 de outubro de 2009 às 14:46 | | Responder

    gostaria de saber ,QUAL É A PARTE DE NOSSA CASA ONDE ENCONTRAMOS O MAIOR NUMERO DE MICROORGANISMO????

  4. Mônica
    Mônica 17 de março de 2010 às 19:54 | | Responder

    e o texto ” limpeza no banheiro” , não tem? tô procurando um modo menos cansativo, menos respingador e mais eficiente de cuidar da higiene do meu banheirinho.^^ será que aquelas máquinas de limpeza a vapor funcionam?

  5. VANIA COSTA
    VANIA COSTA 21 de maio de 2011 às 0:31 | | Responder

    Meu pai era médico e sempre condenou a falta de higiene ,desde a entrada do do hospital, até o quarto do paciente ou enfermaria. As pessoas vão visi-
    tar o paciente e dão a mão que chegou da rua,sabe-se lá onde elas tocaram…
    As pessoas sentam na cama, levam presentes, que passaram pelo banco do
    metro,onibus, etc…entram no hospital com sapatos sujos das ruas imundas,
    fezes de cães,catarro, etc…roupas que estão sujas por contatos diversos…
    Eu tinha 18 anos, quando fiz uma cirurgia, as pessoas tinham que vestir por
    cima do sapato, uma sapatilha descartável e era obrigatório, esterelizar as
    mãos. Por que hoje tem tanta gente morrendo de infecção hospitalar ? Eu co-
    nheço 3 e um era médico., portanto….não é exagero.

  6. Séforah
    Séforah 13 de janeiro de 2012 às 1:19 | | Responder

    Renata

    Cuidado, acredito que o Dr. Bactéria não esteja falando em vão. Há experimentos em cima do que ele mesmo prega. O tempo que foi soprado a velinha até o momento em que o pessoal comeu, acredito que as bactperias não proliferaram.

    Abraço

    1. lila
      lila 24 de agosto de 2012 às 11:53 | | Responder

      de todo geito eu não quero comer cuspe de ninguém, já pensou se vc estivesse almoçando gostaria que alguém assoprasse na sua comida rsrsrss

  7. Daniela Gouveia
    Daniela Gouveia 23 de maio de 2012 às 15:32 | | Responder

    Por gentileza preciso entrar em contato com o Dr. Bacteria , para agendar uma palestra.

    Obrigada

  8. lila
    lila 24 de agosto de 2012 às 11:51 | | Responder

    ja vi outras reportagens em que são feitos experimentos para calcular a proliferação das bactérias visto que vai saliva junto no momento em que assopramos, se o aniversariante estiver totalmente saudável não ha problema mas caso contrario vc pode adquirir uma serie de doenças infecciosas, das mais simples as mais graves, fato comprovado ….

Deixe seu Comentário