102 Comentários

  1. SILVÃNIA SOUZA
    SILVÃNIA SOUZA 17 de abril de 2012 às 0:22 | | Responder

    Renata, há pouco tempo eu me escrevi num concurso publico como deficiente, a fundaçao organizadora do concurso aceitou o meu laudo médico como deficiente. Quando convocada para a perícia médica do estado terei chances de aprovada, visto que já fui aprovada nas primeira etapa.(SOU PEDAGOGA).

  2. Fatima Leite
    Fatima Leite 3 de maio de 2012 às 13:47 | | Responder

    Ando (desesperadamente) procurando uma resposta sobre a situação do meu filho. São vários diagnósticos, vários médicos, vários remédios e nenhuma melhora.
    Ele é adotivo, surdo, tem 18 anos, e, nos últimos anos tem se mostrado agressivo e violento (com os pais, especialmente). A mãe biológica consumia álcool, teve rubéola e o meu filho chegou a ter convulsões (febris) até os 6 anos de idade.
    Não quer saber de escola e, vez por outra quer uma determinada coisa, que se não conseguir, nossa vida vira um transtorno.
    Tem 18 anos mas, às vezes, parece-nos um bebê. Chora por mim (mãe), brinca com crianças, pede coisas bobas.
    Há possbilidade de continuarmos essa conversa? Busco ajuda.

  3. Nadja
    Nadja 28 de maio de 2012 às 18:53 | | Responder

    Meu marido vem apresentando problemas há 3 anos, hoje ele está com 60 anos e com diagnóstico de Demência fronto temporal, esquece as cosias recentes, parou de trabalhar, fica enrolando linha de pipa numa garra pet, fica pedindo carretel de linha pra quem vem aqui emc asa, já se perdeu narua,não o deixo mais sair so.Cuido dele, mas 2 vzs na semana eu trabalho e tem um a empregada, que ele gosta muito, mas quando estou em casa, algumas vzs é carinhoso coigo, mas de repente muda, me agride, me dá tapa, me xinga, não me deixa dormir,quando pego no sono, fica me cutucando, quando me irrito e saio da cama ele deita e dorme, e acorda sem lembrar de nada. é assim mesmo?

  4. maria jose da silva
    maria jose da silva 1 de junho de 2012 às 0:44 | | Responder

    tenho uma filha com 33 anos mais a mentalidade de 6 anos; muito agressiva toma muito remedio ,tem epilepcia ja fez duas cirurgia no cerebro, e continua tendo crises . me sinto perdida sem saber como mim dar com ela tanto me agride como tambem agride as pessoas e eu tenho medo de um dia alguem a machuque o que eu devo fazer por favor me ajude pelo amor de DEUS.

  5. thaty
    thaty 19 de setembro de 2012 às 9:44 | | Responder

    Renata , a mãe do meu namorado está passando por serios problemas , ela acabou de sair de uma clinica , grita sem parar , é mt retraída , gosta de chamar atenção dando gritos e pedindo coisas absurdas . meu namorado não sabe o que fazer pois em casa ela não pode ficar , mas o medico acha melhor em casa , será que devo procurar outro profissional ? gosteei mt do seu blog , espero que me ajude … beijos

  6. leandro
    leandro 19 de setembro de 2012 às 14:35 | | Responder

    olá boa tarde parabéns, pelo blog ótimo , bom eu sofro de esquisofrênia paranoid, ja faz hum tempo , eu fui diagnosticado cedo meu caso foi raro porque foi na infacia , certo . bom ae fiz tratamento , mais nuca fui internado, graças a deus mais tem porem . no meu caso os surdos ia voltava tava intervalos eu fica normal outra e passava um tempo voltava , ae tive tomar medicaçôes. na epoca tinha 8 anos agora tenho 20 anos estou em tratamento porem sabemos que se tiver crises , ter residuos , é ja tem alguns por isso na quela epoca tive que para de estudar na adolencência parei na 7 serie tentei voltar algumas vezes mais sem sucesso. hoje estou bem mais não consigo ter uma vida social como antes eu queria saber se vc conhece algo projeto que e u possa volta a estudar em casa . ou traballhar com algo , produzir descobrir minha patologia um ano atraz . minha familia tinha escondido isso de mim , por sou um a pessoa tranquila esforçada mais, mais tenho minhas limitações ,queria saber se tem algo projeto que vc conheça que possa me ajuda desde ja agradeço renata parabéns pelo blog ..

  7. leandro
    leandro 19 de setembro de 2012 às 14:52 | | Responder

    OBRIGADO. RENATA , VOU VER AGORA PELA INTERNET. ISSO VAI ME AJUDA MUITO . BRIGADO

  8. Lucas da Costa
    Lucas da Costa 11 de outubro de 2012 às 5:59 | | Responder

    Sra Renata Pinheiro, a senhora e uma Anja! Incansável de fornecer conhecimentos e informações pertinentes. Que Deus ti Abençoe!

  9. tatiane
    tatiane 2 de dezembro de 2012 às 16:09 | | Responder

    Sou estudante do Curso de Educação Física, estou estudando Atvidade Motora Adaptada com a Professora Rosilene Moraes Diehl, onde publicou um livro chamado Jogando com as diferenças, o livro é muito interessante o assunto tem me agradado muito, apessar de ser um pouco complicado assimilar doença de deficiêcia, mas com tua explicação pude entender melhor a diferença, obrigado!

Deixe seu Comentário